quinta-feira, 13 de setembro de 2007

"Você também me lembra a alvorada
Quando chega iluminando..."

E hoje eu acordei sorrindo, lembrando que já havia acordado de manhã (quase madrugada) quando você abriu a porta já de banho tomado e sorriu para minha preguiça. Arredou a cama debaixo, vestiu-se na mesma ordem e foi tomar café. Voltou e disse alguma coisa do pão, não lembro bem. Ficou feliz por eu não conseguir abrir os olhos e veio me dar o aconchego final.

Acordei e lembrei de ontem, que não foi nada diferente de todos os dias. A mesma graça de sempre ao escovar os dentes ritmados, os dois travesseiros incompatíveis com minha cama de solteiro, o copo d’água em cima da cômoda.

Apagaram-se as luzes, em alguns instantes, você estaria dormindo e eu querendo falar só mais um pouquinho. Como se não soubéssemos que sempre há alguma coisa por fazer, que nos fará levantar, despertar e atrapalhará nossa troca de calor que já estava quase em equilíbrio.

Agora sim. Você fecha os olhos, abre os braços, coloca minha cabeça no seu peito e dorme sorrindo. Eu, imóvel, fico ali, até a hora do sono chegar. Viro pro lado e sonho. Sonho com você sempre ao meu lado.

Te amo.

P.S.: Peço desculpas a quem já leu lá!!!

3 comentários:

Aprendiz de Sonhador disse...

tão lindo q doeu!!! beijos!!

Aprendiz de Sonhador disse...

tão lindo q doeu!!! beijos!!

F. disse...

Aparecerei mais vezes para vasculhar esse seu mundinho misterioso, rsss. bjão.